Zodíaca: o que acontece quando atrizes interpretam seus signos

Mariana Ximenes, Fernanda Paes Leme, Maria Ribeiro e mais nove atrizes interpretam as próprias personas astrológicas em monólogos bem-humorados na série que estreia dia 14 aqui na Hysteria

04.11.2019  |  Por: Equipe Hysteria

image
Zodíaca: o que acontece quando atrizes interpretam seus signos

Falar de horóscopo é o novo falar do tempo. Lembra quando o papo de elevador era o velho e bom “acho que vai chover”? Pois hoje, não se espante se seu companheiro de subidas e descidas soltar “mercúrio começou a retrogradar hoje!”. Você acha que estamos exagerando? Talvez não tenha andado muito de elevador ou não esteja convivendo o suficiente com millennials.

O boom astrológico é real-oficial e o zodíaco tem surfado com cada vez mais relevância por nossos feeds. Uma pesquisa da Hysteria realizada com mais de duas mil mulheres revelou que mais de 80% acompanham as previsões astrológicas. E 40% passaram a se interessar mais pelo assunto recentemente.

Hysteria nasceu no dia 14 de novembro e como boa escorpiana que é teve a sensibilidade e a sabedoria de acompanhar esse movimento. E como as escorpianas não fazem nada simplinho, preparem-se: vem aí a série Zodíaca – O Monólogo Definitivo de Cada Signo.

Dia 14 de novembro – no exato instante em que fazemos 2 anos de vida – vai ao ar o primeiro episódio da série que vai mexer com o seu mapa astral, ou pelo menos te fazer olhar pra ele. Toda quinta, durante três meses, postaremos um dos monólogos interpretado por grandes atrizes e narrado por ninguém menos que Marília Gabriela.

Cris Vianna, Mariana Ximenes, Fernanda Paes Leme, Bella Camero, Fabiula Nascimento, Maria Flor, Alessandra Colasanti, Maria Ribeiro, Natália Balbino, Chandelly Braz, Isabel Wilker e Wallie Ruy são as divas que vestem a persona de seus próprios signos e fazem rir (de nervoso) aqueles que (pobres almas) dizem não acreditar nessas coisas. É engraçada e divertida a forma como estamos todas ali.

A ideia da série é da diretora criativa de Hysteria, Carol Albuquerque. Desde o seu retorno de saturno, há 10 anos, ela sentiu a astrologia entrando forte em sua vida. E não só na sua: “Notei um interesse crescente, amigos que nunca falavam disso de repente começaram a falar. Novos influenciadores surgiram, assim como perfis em redes sociais. Me diverti com isso e me conheci um pouco mais também. E, claro, esse interesse todo ficou na minha cabeça até que surgiu o desejo de fazer uma série diferente, divertida e que brincasse com os estereótipos dos signos.” Sim, Zodíaca é uma série contraindicada para pessoas que não sabem rir de si mesmas. Traz aquele estereótipo mais generalista de cada signo e, até por isso, é diversão garantida.

Mas isso não quer dizer que não teve trabalho sério por trás. São estereótipos mas muito bem embasadinhos! O lado capricorniana de Carol jamais deixaria a coisa sair de qualquer jeito. Teve pesquisa, mapa astral e consultoria astrológica antes de as roteiristas colocarem a mão na massa. Porque horóscopo não é bagunça!

A criação do cenários e figurinos merecem uma explicação à parte. Inspirados no mundo teatral e carnavalesco, eles têm um ar vintage e glamouroso. Foram criados na unha pela diretora de arte Zilda Moschcovich. “A ideia era que todos fossem lúdicos e repletos de símbolos e significados. Na etapa de elaboração do conceito, foram buscadas referências de ambientes e divas dos anos 20, 30, 40. Juntamos isso com os estudos das características de cada signo para, aí sim, dar vida a roupas alegóricas carregadas de penas, plumas, brilhos, aplicações, transparências, texturas, volumes e sobreposições”, diz.

E é claro que durante os meses em que do projeto ganhou vida tudo em volta virou astrologia, signo e regência dos astros. “Foi incrível trabalhar em um contexto tão mágico”, diz Zilda. “Claro que viramos as loucas dos signos, eles viraram um código pra nossa comunicação, a gente usava pra criticar e pra elogiar. E, confesso, hoje sei o signo de toda a equipe Hysteria de cor. Se bobear sei até ascendente e lua”, conta Carol.

No set a coisa pegou fogo. Mari Cobra, nossa diretora, define como: “Uma aventura linda!” (Sim, ela é sagitariana.) “Desde sempre sou apaixonada por astrologia. Aprendi muito com cada personagem. Foi divertido brincar com os estereótipos do zodíaco. Na série trabalhamos a persona de cada signo de maneira mais alegórica, onde existe uma soberba de cada uma, mas é exatamente isso que nos possibilita rir de nós mesmas, não é mesmo?”, diz.

Mas por que afinal a gente tá falando tanto sobre isso mesmo? Ninguém sabe explicar ao certo. Mas se tem alguém que pode opinar, é a Carol: “Pode ter a ver com a falência da religião, da política… Mas fato é que esse nosso flerte com a astrologia tem mais de quatro mil anos, se manifesta na cultura, na arte, na espiritualidade e em diversos saberes. Até o século 17, ela era uma disciplina ensinada nas universidades. Na Índia, onde o estudo dos astros é cotidiano, não existe diferença entre astrologia e astronomia. Essa cisão aconteceu no ocidente, durante a revolução científica, quando o espaço para processos intuitivos mais profundos começou a ficar cada vez menor. Separou-se a mente do corpo, do espírito. E a astrologia foi retirada dos currículos acadêmicos sob alegação de não ter comprovação. Talvez esse resgate atual tenha a ver com a necessidade trazer o intuitivo de volta pro jogo.”

Pois aqui estamos, e bem breve, no dia 14/11, lançamos o primeiro episódio da série que vai mexer com o lado astral, sensível e inexplicável de cada uma de nós.

Zodíaca – O Monólogo Definitivo de Cada Signo
A partir do dia 14 de novembro
Toda quinta no site e nas redes Hysteria

Criado por Carol Albuquerque
Produzido por Cristina Lopes e Isabel De Luca
Dirigido por Mari Cobra

Elenco: Cris Vianna, Mariana Ximenes, Fernanda Paes Leme, Bella Camero, Fabiula Nascimento, Maria Flor, Alessandra Colasanti, Maria Ribeiro, Natália Balbino, Chandelly Braz, Isabel Wilker e Wallie Ruy
Voz da Zodíaca: Marília Gabriela

Direção de Fotografia: Lícia Arosteguy
Direção de Arte e Figurinos: Zilda Moschkovich
Direção de Produção: Mariana Paradiso e Morgana Rissinger

PRODUÇÃO
Gerente Executiva de Produção: Tânia Pacheco
Produção Executiva: Luisa Barbosa
Coordenadora de Produção e Pós: Marina Pessoa
Assistente de Produção: Livia Renó e Carol Pardini
Platô: Érica Coelho
Assistente De Platô: Tiago Rodrigues

DIREÇÃO
1ª Assistente de Direção: Zoe Guglielmoni
1ª Assistente de Direção: Alessandra Viganó
2ª Assistente de Direção: Maria Vitória Canesin
3ª Assistente de Direção: Mariana Bragança

FOTOGRAFIA
1ª Assistente de Câmera / Foquista: Bruna Moraes
2ª Assistente de Câmera: Juliana Martins
2ª Assistente de Câmera / Logger: Tatiana Duarte
Logger: Gabriel Tebet
Fotógrafa Still: Camilla Maia

SOM
Técnica de Som Direto: Michele Mendonça

ARTE
Assistente de Arte / Cenografia: Isabela Urman
Estagiário de Arte / Cenografia: Iuri Urman
Produtora de objetos assistente: Moema Jambeiro
Contrarregra: Adriana Carvalho, Renata Pimentel da Costa, Márcio André do Patrocínio e Sergio Luiz Pinto Brandão

FIGURINO
Produção de Figurino: Heloísa Cobra
Assistente de Figurino: Júlia Roliz
Camareira: Lita de Assis

MAQUIAGEM
Caracterizadora: Piu Gontijo
Assistente de Caracterização : Babi Bosque, Julia Nunes, Loeni Mazzei e Carol França

FINALIZAÇÃO
Montagem: Nina Senra – Olho de Coruja
Assistente de montagem: Flávia Lucena e Gabriela Araújo – Olho de Coruja
Finalização de cor: PSYCHO
Mixagem de Som: Loud
Design Gráfico: Kiki Thomé
Coordenação Executiva: Rama de Oliveira

ELÉTRICA
Diretor de Iluminação: Marcílio do Nascimento
Assistente de Iluminação: Marcel Farias de Meneses e Marcelo do Nascimento Cavalcante

MAQUINÁRIA
Assistente de Maquinária: Carlos Roberto de Souza

EQUIPE HYSTERIA
CEO: Renata Brandão
Diretora Executiva: Cris Lopes
Diretora Editorial: Isabel De Luca
Diretora Artística: Carol Albuquerque
Produtora Executiva: Luisa Barbosa
Gerente de Projetos: Morgana Rissinger
Direção de Arte: Kiki Thomé
Digital Strategy: Aline Morettini
Coordenação de Produção e Finalização: Marina Pessoa
Editora: Lia Bock
Criação: Fernanda Mello
Redes Sociais: Amanda Pinho
Assistente de Produção: Tainá Nogueira
Estagiária de Edição e Pós-Produção: Dayane Lima

4 Comentários

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 respostas para “Zodíaca: o que acontece quando atrizes interpretam seus signos”

  1. Thel disse:

    Ainnnnn.. Não conhecia vcs e como boa escorpiana já quero saber mais 😏 Aguardando ansiosamente dia 14 😍😍😍

  2. Deia disse:

    Aguardando😍

  3. Thamís disse:

    Ai que amor! Não sabia que existia essa plataforma e que ainda faz aniversário junto comigo!! Vamos sentar juntas no recreio? Haha

    Mal posso esperar para curtir essa série que tem cara que está do babado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *